Sábado, 27 de Maio de 2017 - Bom Dia Vale
vejaovale.com.br google.com.br


Santa Catarina terá incremento de 18,6% na produção de milho
Santa Catarina - 19/04/2017 20:54:54 - Agricultura

Maior comprador de milho do país, o estado Santa Catarina diminui seu déficit e aumenta a produção em 18,6% nesta safra. Com 380,6 mil hectares plantados, a estimativa do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri) é de que o estado colha 3,2 milhões de toneladas de milho neste ano. A boa safra é resultado das condições climáticas favoráveis combinadas ao uso de alta tecnologia e ao aumento da produtividade, que chega a uma média de 141,6 sacas de milho por hectare.

O aumento da produtividade é o caminho para elevar a produção de milho e atender a demanda do setor produtivo de carnes. Em regiões como a de Chapecó, Canoinhas e Xanxerê os produtores estão colhendo em média 150 sacas por hectare, enquanto na região de Curitibanos a produtividade chega a 173,3 sacas por hectare. Agricultores de São Miguel do Oeste e Joaçaba também investem para aumentar o rendimento das lavouras e nesta safra a produtividade já é, respectivamente, 28,3% e 24,9% superior a do último ano.

A maior região produtora do estado é a de Chapecó com uma safra estimada em 603 mil toneladas, 13,7% a mais do que em 2015/16. A área destinada ao grão também aumentou, com 63,4 mil hectares plantados e uma produtividade de 158,3 sacas por hectare. Em microrregiões que já se destacam na produção do grão, como Xanxerê, Joaçaba e Curitibanos, o aumento na produção é superior a 20% nesta safra.

Santa Catarina, que se destaca na produção de carnes e leite, é o maior comprador de milho do Brasil. Afinal, 75% da ração animal é formada pelo grão. Só o setor produtivo de carnes consome seis milhões de toneladas de milho/ano, ou seja, o dobro do que o estado produz.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, ressalta a parceria dos produtores, cooperativas e Governo do Estado para aumentar a produção de milho em Santa Catarina e diminuir o déficit do grão no estado. “Nós estamos ao lado dos produtores com o programa Terra-Boa, apoiando a aquisição de sementes de milho de alta tecnologia, e também com o Programa de Incentivo ao Plantio de Milho, que garante a venda antecipada do milho para as agroindústrias. São programas que dão um suporte para os produtores e incentivam o investimento em tecnologia para aumentar a produtividade. Santa Catarina é um grande produtor de carnes e não existe suinocultura e avicultura sem milho”.

Este ano, os investimentos no Terra-Boa chegam a R$ 50,9 milhões para subsidiar a aquisição de 220 mil sacos de sementes de milho, 300 mil toneladas de calcário, 1,1 mil kits forrageira e 350 kits apicultura. A expectativa é atender 70 mil agricultores em todo o estado.

Atualmente, cerca de 73% do milho plantado na primeira safra já foi colhido e 92% da área de milho safrinha já foi plantada. Os números sobre a produção de milho e de outras culturas em Santa Catarina estão disponíveis no Boletim Agropecuário, publicado pelo Cepa/Epagri.

Milho Silagem
A safra de milho silagem, utilizado na alimentação de bovinos de corte e leite, também teve crescimento em Santa Catarina. O estado deve colher nove milhões de toneladas de milho silagem 10,9% a mais do que na safra 2015/16. Com uma área plantada de 216 mil hectares, a produtividade chega a 41,9 toneladas de massa verde por hectare. Até o inicio de abril, cerca de 95% da área de milho silagem já havia sido colhida em Santa Catarina.





Deixe seu comentário
 

Últimos Comentários (0 no total)



Nota: Os comentários acima não representam a opinião e não são de responsabilidade do Veja o Vale
 Publicidade
 
Design by
evaldoprestes@yahoo.com.br